Desastre Iminente (Walking Disaster) por Jamie McGuire

desastre iminente 3.5 estrelas

A Editora Record traz para o Brasil com previsão de lançamento para setembro de 2013 mais um livro de Jamie Mcguire. Se você se apaixonou pelo casal barra pesada, em Belo Desastre, não pode deixar de ver a historia de Abby e Travis contada pelo ponto de vista de um dos nossos badboys favoritos. Deixem a agenda de setembro com espaço aberto, vale a pena. Como eu não sabia quando o livro viria para o Brasil, acabei lendo em inglês, por isso estou antecipando minha dica. 🙂

Levei algum tempo para decidir e finalmente ler o ponto de vista do Travis Maddox dessa história, depois de me apaixonar por Abby e ele em Belo Desastre, eu não tinha certeza de quanto mais Jamie Mcguire poderia fazer para nós leitores, em outra versão da mesma história. Agora lamento não lê-lo mais cedo, deveria ter lido um após o outro, ou pelo menos algumas semanas depois. A versão Travis trás fechamento a um monte de perguntas que fica no ar com relação a seu comportamento e ações. Também podemos ver como ele enxerga a Abby, posso dizer que é algo muito intenso.

Portanto, para os perdidamente apaixonados ou apenas romântico por natureza, esta história certamente vai chamar sua atenção. Assim como fez comigo.

Sinopse

“Você pode amar alguém demais?
Travis Maddox aprendeu duas coisas come sua mãe antes dela morrer: Ame intensamente. Lute mais intensamente ainda.
Em Desastre Iminente, a vida de Travis está cheia de mulheres rápidas, jogos clandestinos e violência. Mas quando ele pensa que ele é invencível, Abby Abernathy deixa-o de joelhos.
Toda história tem dois lados. Em Belo Desastre, Abby tinha muito a dizer. Agora é hora de ver a história através dos olhos de Travis.”

walking desaster Walking Disaster by Jamie McGuire
3.5 stars

It took me some time to decide and finally read Travis point of view of the story, after being in love with both Abby and him in Beautiful Disaster, I wasn’t sure how much more Jamie Mcguire could do four us readers in another version of the same history. Now I regret not reading it sooner, should have read one after the other, or at least a couple of weeks after. So that’s my advice to you, read one after the other or as soon as possible, Travis version gives closure to a lot of questions that it’s left from his behavior and actions. Also how he sees Abby is quite something.
So for those helpless in love or just romantic by nature, this story will certainly catch your attention. As it did with me.

Synopses

“Can you love someone too much?
Travis Maddox learned two things from his mother before she died: Love hard. Fight harder.
In Walking Disaster, the life of Travis is full of fast women, underground gambling, and violence. But just when he thinks he is invincible, Abby Abernathy brings him to his knees.
Every story has two sides. In Beautiful Disaster, Abby had her say. Now it’s time to see the story through Travis’s eyes.”

trevis and abby

Texto por: Nayara Coelho

A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista por Jennifer E. Smith

imgres 5 estrelas

“Quem teria imaginado que quatro minutos poderia mudar tudo?”

Essa é a historia de Hedley e Oliver, dois adolescentes atraídos pelas forças do amor, jogados em um espiral de acontecimentos em apenas 24 horas. Uma historia que teria tudo para ser apenas mais um romance adolescente cheio de clichês, afinal quantas garotas já sonharam com um príncipe britânico? Veja bem Oliver não é da família real, é apenas um garoto inglês que estuda em Yale, mas lindo, educado e charmoso teria tudo para ser. Mas Jennifer nós leva em curtas paginas ao coração de dois incríveis jovens passando por problemas familiares, que apesar de mundanos são extremamente sérios e mais comuns do que nos damos conta, e com sua fantástica escrita nos faz vivenciar e sentir cada tropeço e acerto dessa jornada. Nos leva entender que tão importante quanto o amor é o companheirismo.
“O amor é a coisa mais estranha e ilógica do mundo.”
O único fator que posso reclamar é que o livro é curto, mas talvez ate isso seja uma qualidade, pois a historia é tão bem amarrada e narrada que mais paginas, apesar de nos dar mais tempo com Hadley e Oliver, não se faz necessário.

Sinopse

“Com uma certa atmosfera de “Um dia”, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.”

The Statistical Probability of Love at First Sight by Jennifer E. Smith
couples
5 stars

“Who would have guessed that four minutes could change everything?”

This is the story of Hedley and Oliver, two teenagers attracted by the forces of love, thrown into a spiral of events in just 24 hours. A story that had everything to be just another teen romance full of clichés, after all how many girls have dreamed of a British prince? You see Oliver is not part of the royal family, he is just an English boy who studies at Yale, but handsome, polite and charming he could be all the same. But Jennifer takes us, in short pages, into the heart of two amazing young people experiencing family problems, which despite being mundane are extremely serious and more common than we realize, and with its fantastic written makes us experience every stumble and accomplishment of this journey. It leads us to understand that as important as love is companionship.

“Love is the strangest, most illogical thing in the world.”

The only factor that I can complain about is that the book is short, but perhaps even that is a quality, because the story is so well tied up and told that more pages, while giving us more time with Hadley and Oliver, it is not necessary.

Synopses

“Today should be one of the worst days of seventeen-year-old Hadley Sullivan’s life. Having missed her flight, she’s stuck at JFK airport and late to her father’s second wedding, which is taking place in London and involves a soon-to-be stepmother Hadley’s never even met. Then she meets the perfect boy in the airport’s cramped waiting area. His name is Oliver, he’s British, and he’s sitting in her row.
A long night on the plane passes in the blink of an eye, and Hadley and Oliver lose track of each other in the airport chaos upon arrival. Can fate intervene to bring them together once more?
Quirks of timing play out in this romantic and cinematic novel about family connections, second chances, and first loves. Set over a twenty-four-hour-period, Hadley and Oliver’s story will make you believe that true love finds you when you’re least expecting it.”

A lista de Schindler

imgres3 5 estrelas

Com quase 20 anos exatos de seu lançamento o filme americano A Lista de Schindeler, um clássico baseado na obra de mesmo nome de Thomas Keneally, poder ser considerado uma das melhores obras dos anos 90. É uma narrativa sobre Oskar Schindler, um empresário alemão que com sua genialidade em relações pessoais e com a ajuda do judeu Stern conseguiu salvar a vida de mais de mil judeus durante o Holocausto ao empregá-los em sua fábrica de panelas esmaltadas que então viraria fabricada de armas bélicas que nunca dispararão sequer uma bala. Nessa obra prima de Steven Spilberg, Schindler é representado por Liam Neeson que incorpora de forma brilhante o alemão nazista, mulherengo, oportunista e carismático. Já o talentoso Ben Kingsley desempenha o papel do braço direto de Oskar, o contador de suas fabricas durante a guerra, um serio e inteligente judeu chamado Itzhak Stern.
É difícil falar de um trabalho tão perfeito, então vou tentar colocar em palavras o que senti. Um filme com mais de 3horas de duração e só consegui levantar do sofá para uma breve pausa extremamente necessária. Spilberg me fez sentir ódio, raiva, admiração e uma tristeza profunda ao longo desses 195 mim, diferente de simplesmente saber que o holocautro aconteceu, como um evento na historia, assistir a lista de Schindler te leva a realidade vivida pelos judeus a mercê dos nazitas. Um longa metragem em preto e branco que me tirou o folego, me fez chorar, mas acima de tudo me fez acreditar que basta uma pessoa para fazer a diferença, para o bem ou para o mal.

Data de lançamento: 30 de novembro de 1993 (Washington, D.C.)
Direção: Steven Spielberg
Duração: 195,5 minutos
Canção original: Por una cabeza
Música composta por: John Williams
Vencedor do Oscar de 1994:
Melhor Filme (Steven Spielberg), (Gerald R. Molen) e (Branko Lustig)
Melhor Diretor (Steven Spielberg)
Melhor Roteiro Adaptado (Steven Zaillian)
Melhor Fotografia (Janusz Kamiński)
Melhor Direção de Arte (Ewa Braun) e (Allan Starski)
Melhor Edição (Michael Kahn)
Melhor Trilha Sonora Original (John Williams)
imgres

Sinopse
“A inusitada história de Oskar Schindler (Liam Neeson), um sujeito oportunista, sedutor, “armador”, simpático, comerciante no mercado negro, mas, acima de tudo, um homem que se relacionava muito bem com o regime nazista, tanto que era membro do próprio Partido Nazista (o que não o impediu de ser preso algumas vezes, mas sempre o libertavam rapidamente, em razão dos seus contatos). No entanto, apesar dos seus defeitos, ele amava o ser humano e assim fez o impossível, a ponto de perder a sua fortuna mas conseguir salvar mais de mil judeus dos campos de concentração.”
Continuar lendo

House M.D

house_md Gregory House é um médico extremamente talentoso e inteligente, mas ser tratado por Dr. House pode ter alguns efeitos colaterais. Arrogante, egoísta, egocêntrico, miserável e narcisista, ele carrega como lema na vida a frase “todo mundo mente”, apesar de tudo isso, ou melhor, em função de tudo isso ele tem o que é preciso para fazer o que deve ser feito, com o objetivo fixo em decifrar os casos médicos mais difíceis na região do hospital onde trabalha, Dr. House tem sob seu comando os melhores médicos disponíveis no estado de NJ, formando a melhor equipe de diagnósticos, provavelmente dos USA, uma equipe que arrisca um ataque cardíaco na certeza que irão salvar um paciente e com determinação e coragem normalmente atingem o resultado esperado, claro que não antes de umas boas aterrorizadas nos nervos dos espectadores.
Com 8 temporadas essa série te levaria a pensar que o foco principal são os casos médicos, a vida dos doutores em um hospital, as tragédias e outros fatores que envolvem esse tipo de programa de tv, mas não se iluda, Dr. House sempre tem uma carta na manga, e surpresa após surpresa desde o primeiro episódio fica claro que o objetivo dos produtores é discutir a relação do ser humano, entre si e com mundo. Interpretado por Hugh Laurie, esse profissional da medicina, muitas vezes rotulado como insano por falar o que vem a mente sem filtro e sem medo de ser feliz, é ainda extremante justo, honesto e perceptivo. Um figura que vale a pena conhecermos, definitivamente.

Gregory House is a doctor extremely talented and intelligent, but being treated by Dr. House may have some side effects. Arrogant, selfish, self-centered, miserable and narcissistic, he carries as the motto in life the phrase “everybody lies”, despite all this, or rather because of all that he has what it takes to do what must be done with the clear objective of deciphering the toughest medical cases in the area of the hospital where he works, Dr. House has under his command the best doctors available in the state of NJ, forming the best diagnostics team, probably in the USA, a team who risks a heart attack in the knowledge that will save a patients life and with determination and courage normally reach the expected result, of course not before terrifying the nerves of spectators.
With 8 seasons this series would make you think that the main focus is medical cases, the lives of doctors in a hospital, the tragedies and other factors that involve this kind of TV show, but do not be fooled, Dr. House always has a cart in the sleeve, and surprise after surprise since the first episode it is clear that the goal of producers is to discuss the relationship of humans with each other and with the world. Played by Hugh Laurie, this physician often labeled as insane for speaking what comes to mind without filter and without fear of consequences, is still extremely fair, honest and perceptive. A figure that is worth knowing, definitely.
house-doctor

Fool’s Gold Series by Susan Mallery

imgres
4 Stars

For those of you sucker for happy endings like myself, can join Susan Mallery in the land of happy endings, also known as the little city named Fool’s Gold. You’ll be hooked on this on going series, from the first novel Chasing Perfect to the latest Two of a Kind, released in June 2013. A lovely place, with strong sense of community, amazing and dedicated women and of course sexy, hot men. In reality the series start with a shortage of men in town, but as things progress, mayor Masha makes sure every girl in her district will have her chance.

two_of_a_kindSynopses: Two of a Kind

“New York Times bestselling author Susan Mallery welcomes readers back to Fool’s Gold, where a one-time fling could become the real thing…
Felicia Swift never dreamed she’d hear a deep, sexy voice from her past in tiny Fool’s Gold, California. The last time Gideon Boylan whispered in her ear was half a world away…on the morning after the hottest night of her life. Her freaky smarts have limited her close friendships, and romance, but she came to Fool’s Gold looking for ordinary. Gorgeous, brooding Gideon is anything but that.
Black Ops taught Gideon that love could be deadly. Now he pretends to fit in while keeping everyone at arm’s length. Felicia wants more than he can give-a home, family, love-but she has a lot to learn about men…and Gideon needs to be the man to teach her.
As these two misfits discover that passion isn’t the only thing they have in common, they just might figure out that two of a kind should never be split apart.”images